Informação sobre Formação de formadores e Pessoal de Secretaria em Língua de Sinais

No âmbito do Memorando de Entendimento assinado entre o Instituto de Formação Profissional e Estudos Laborais Alberto Cassimo (IFPELAC) e a Associação de Surdos de Moçambique (ASUMO), celebrado em Outubro 2016, iniciaram no dia 22 de Maio do corrente ano os primeiros cursos de formação em língua de sinais nos Centros de Formação Profissional da Machava, Electrotecnia e Malhazine, nos quais participam 45 funcionários dentre formadores e pessoal de secretaria do IFPELAC provenientes de Maputo Cidade e Província, para além dos funcionários do Ministério do Trabalho, Emprego e Segurança Social (MITESS).

 

Esta formação tem em vista a promoção da inclusão social e facilitar o acesso aos cursos nos centros do IFPELAC para a pessoa surda. No final deste curso, o participante será capaz de:

·         Comunicar com pessoas surdas, ensurdecidas e hipoacusicas;

·         Expandir os valores e a cultura da comunidade surda.

 

A formação em língua de sinais tem a duração de 128 horas por cada nível, ministrada durante 3 meses, sendo 2 horas diárias. Nesta primeira fase, os cursos decorrem nos Centros de Formação Profissionais de Electrotecnia, Machava e Malhazine, no horário de 14 a 16 horas.