Formação profissional estimula segurança alimentar

A formação profissional vai contribuir para o aumento dos níveis de segurança alimentar no país. Para o efeito, pretende-se que a partir das Unidades Moveis, as chamadas escolas que andam, sejam ministrados cursos virados a segurança alimentar, como Agro-processamento e segurança nutricional. No âmbito desta iniciativa, será dado enfoque a agricultura através da produção de bens alimentares que contribuam para a melhoria da componente de saúde nutricional.Os jovens baseados nos distritos, irão adquirir habilidades para o Auto-emprego, estando preparados para concorrer noutros níveis por mais e melhores empregos.O entendimento para a implementação desta iniciativa foi firmando, esta semana, pelo Ministério do Trabalho, Emprego e Segurança Social (MITESS) e uma Missão de alto nível da Fundação Big Win apoiada pela Fundação para o Desenvolvimento da Comunidade (FDC).   Na ocasião, a titular da pasta do Trabalho, Emprego e Segurança Social, Vitória Diogo, referiu que o Plano Quinquenal do Governo 2015/2019 preconiza a criação de 1.5 milhão de postos de emprego no país. “A iniciativa da Big Win vem ao encontro das prioridades elencadas pelo Governo nas áreas de emprego para jovens e nutrição no âmbito da segurança alimentar”.Para a ministra, sendo o distrito a base e o polo de desenvolvimento é oportuno juntar sinergias, unidades móveis e a componente agricultura, para prover mais e melhores empregos para os jovens e melhorar a saúde nutricional.Vitória Diogo fez saber ainda que o Governo investiu na aquisição de 20 Unidades Moveis orientadas para as áreas de agro-processamento, serralharia, electricidade e carpintaria.No quadro do presente entendimento pretendemos que a Big Win focalize o seu apoio a área de processamento de frutas, legumes, tubérculos e cereais para melhorar a nutrição e dieta alimentar das comunidades, disse Diogo. Para Graça Machel, Presidente da Fundacao para o Desenvolvimento da Comunidade referiu que aquela agremiação está empenhada na busca de oportunidades visando apoiar o país, Governo, na materialização das prioridades emanadas no seu Programa Quinquenal.Foi na sequência desse trabalho que, segundo Graça Machel, a FDC foi identificada pela Fundação Big Win Filantropia, pela natureza, abordagem de trabalho e o tipo de actividades que desenvolve, como parceiro estratégico no apoio a Moçambique.Por sua vez, o director Executivo da Big Win, Muhammad Ali Pate, antigo ministro da Saúde da Nigéria, contou que a organização baseada nos Estados Unidos da América foi fundada em 2015 com o objectivo de identificar oportunidades com potencial nacional ou global para criação de parcerias em vários domínios.